domingo, 23 de março de 2014

Naufrágio

Eu resisto ao claro tanto quanto resisto a você.
Claro que entendo tudo disso.
Claro que sei que coloquei um muro,
Mas penso melhor no escuro.
Sei que é preciso nadar,
Os desejos ainda são frágeis e simbolizam outros navios,
Outros lugares mais frios.
Não posso parar, vou encerrar,
Antes de me naufragar.